Espaço onde se abordam relevantes questões relacionadas com o desporto em geral.
Quarta-feira, 29 DE Outubro 2014

"Em causa derrota frente ao Schalke 04 na terceira jornada da Champions.

 

A UEFA rejeitou a queixa apresentada pelo Sporting relativamente à arbitragem na derrota sofrida na visita ao Schalke 04 (4-3), na terceira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões. O Comité de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA não dará seguimento ao protesto dos “leões”, apurou o PÚBLICO junto de fonte do organismo que tutela o futebol europeu. O Sporting contestava a arbitragem da equipa chefiada pelo russo Sergei Karasev e pedia a repetição do jogo com o Schalke 04 ou o prémio monetário correspondente ao empate, 500 mil euros.

 “O Sporting foi notificado por parte da UEFA, em relação ao processo que enviámos. O documento informa o Sporting que aquilo que tínhamos pedido foi indeferido. O documento não acrescenta mais do que isto. É normal a UEFA não enviar a fundamentação e o Sporting, muito provavelmente, vai pedir a justificação da decisão. Havendo esta decisão, resta-nos dizer que o Sporting fez aquilo que tem vindo a fazer como sendo melhor para defender os seus interesses e convicções”, afirmou à Rádio Renascença o assessor de comunicação do emblema de Alvalade, Diogo André
Os “leões” contestavam o trabalho da equipa de arbitragem russa liderada por Sergei Karasev, que teve mais de um lance polémico. O árbitro russo validou um golo irregular ao Schalke 04, para além de ter assinalado uma grande penalidade a favor dos alemães de forma errada – a indicação partiu do árbitro de baliza, que a poucos metros do lance considerou que Jonathan Silva jogou a bola com a mão, mas as imagens mostram que na verdade a bola bateu na cara do defesa argentino do Sporting – e que permitiu ao Schalke 04 marcar o golo da vitória, já no período de compensação.

O prejuízo para os “leões” foi até reconhecido pelo director desportivo do Schalke 04, Horst Heldt. “Consigo perceber a fúria [do Sporting]. Se tivesse acontecido connosco, perdia a compostura”, confessou o dirigente nos dias seguintes à partida.

 

Em: Jornal "Público"

publicado por Pedro Miguel Branco às 20:50
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO