Espaço onde se abordam relevantes questões relacionadas com o desporto em geral.
Quarta-feira, 17 DE Setembro 2014

" A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) vai alertar as autoridades policiais para as ameaças feitas a elementos das equipas de arbitragem, disse esta terça-feira à agência Lusa o presidente da associação, José Fontelas Gomes.

 

"Vamos alertar as autoridades, como fizemos no ano passado, para este tipo de casos. Sabemos que muitas destas ameaças são da boca para fora, mas nunca sabemos até que ponto alguma delas possa vir a ser real", disse, aludindo ao caso de Valter Rufo.

 

O árbitro auxiliar, que no domingo integrou a equipa liderada por Paulo Baptista no jogo Vitória de Guimarães-FC Porto, foi alvo de insultos e ameaças na rede social Facebook.

 

José Fontelas Gomes confirmou a notícia do Correio da Manhã, que dá conta das ameaças, e considera que a situação começa a tornar-se preocupante.

 

"As pessoas perderam um pouco a vergonha e hoje utilizam-se as redes sociais os meios de comunicação para tentar fazer pressão sobre equipas de arbitragem", disse, lembrando que uma queixa formal sobre o assunto terá de ser feita pelo próprio ou por alguém por ele mandatado.

 

José Fontelas Gomes teme que "situações deste tipo continuem a acontecer" e entende que o problema só poderá ser resolvido quando "as forças policiais conseguirem, um dia destes, levar alguém que tem este tipo de comportamentos a ser penalizado". O presidente da APAF recusa a ideia de que os árbitros possam estar assustados com estas situações, mas assume que "não estão confortáveis".

 

"Não é uma questão de estarem assustados, é uma questão de verem a sua vida a começar a ser invadida, a tranquilidade no dia-a-dia passa a não existir. Não é uma questão de susto é um a questão de não estarem confortáveis", frisou.

 

 Após quatro jornadas, José Fontelas Gomes faz um balanço positivo da arbitragem, consciente de que "o erro nunca vai deixar de existir".

 

"O balanço é positivo, sabemos que foram cometidos erros, mas são erros que aconteceram nestas quatro jornadas, como irão acontecer o resto do campeonato e como aconteceram os anos todos para trás, o erro do árbitro nunca vai deixar de existir", afirma. Segundo o Correio da Manhã, as mensagens enviadas a Valter Rufo "eram bastante intimidatórias" e "davam claramente a entender tratar-se de adeptos do FC Porto"."

 

Em: Jornal Record

 

 

publicado por Pedro Miguel Branco às 10:07
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO