Espaço onde se abordam relevantes questões relacionadas com o desporto em geral.
Quarta-feira, 24 DE Setembro 2014

"Pinto da Costa e Jacinto Paixão, José Chilrito e Manuel Quadrado, árbitros do FC Porto-Estrela da Amadora de 2003/04, foram absolvidos da "acusação por factos alegadamente praticados" no jogo disputado a 24 de janeiro de 2004, a contar para a 19.ª jornada da I Liga, em comunicado divulgado esta terça-feira pela secção profissional do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol.

O CD da FPF julgou "improcedente por não provada" a acusação ao presidente do FC Porto e aos árbitros do referido jogo. No caso de Pinto da Costa estava em causa a "prática da infração disciplinar muito grave de corrupção na forma de tentativa".

Jacinto Paixão, na altura árbitro da 1ª categoria nacional, foi absolvido da acusação "da prática da infração disciplinar muito grave, na forma consumada".

Pinto da Costa foi na altura suspenso por dois anos e pagou uma multa de 10 mil euros. Estará, por isso, em equação um eventual pedido de indemnização.

O FC Porto-Estrela da Amadora era um dos jogos em causa no "Apito Final", processo da justiça desportiva que decorreu do Apito Dourado - investigação sobre corrupção no futebol, julgada em 2008 no Tribunal de Gondomar - e que ditou a despromoção do Boavista em 2007/08 e a perda de seis pontos por parte do FC Porto. Uma decisão sem consequências desportivas por ter conquistado o campeonato em 2007/08 com uma vantagem superior."

 

 

Em: Jornal O Jogo

 

publicado por Pedro Miguel Branco às 17:20
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO