Espaço onde se abordam relevantes questões relacionadas com o desporto em geral.
Terça-feira, 18 DE Agosto 2015

A ser verdade a instauração da acção judicial, desde logo parece que se deve esclarecer que o tempo decorrido, cerca de 2 meses, não impede que o SL Benfica tome as medidas legais em causa.

 

Quanto ao processo judicial propriamente dito, teremos de aguardar para saber quais são os fundamentos jurídicos e factuais concretos do mesmo. No entanto parecem existir indícios (que são públicos) que sustentam a tese do SL Benfica no que diz respeito a Jorge Jesus ter desempenhado funções como novo treinador do Sporting CP ainda no decorrer do passado mês de Junho quando estava contratualmente ligado aos "encarnados". Nomeadamente a planificação da nova época nas instalações do novo clube e a realização de contactos com atletas que estavam em vias de ser contratados pelo Sporting CP.

 

As instâncias judiciais, com base nos argumentos de cada uma das partes, decidirão. Não será um processo célere.

Entretanto mais uma polémica surge no futebol português que servirá para alimentar a comunicação social e para transformar pessoas normalmente sensatas em comentadores descontrolados e a salivar de raiva clubística.

 

 

Pedro Miguel Branco

(Advogado - www.pedromiguelbranco.pt)

 

 

publicado por Pedro Miguel Branco às 14:44

"Clube da Luz decidiu avançar com um processo ao seu antigo treinador, por aquilo que considera uma violação de contrato.

 

O Benfica que quer o seu ex-treinador, que denunciou de forma unilateral o contrato que o vinculava ao clube, pague a cláusula indemnizatória correspondente e que estava estipulada no contrato", declarou esta segunda-feira, ao jornal Expresso, João Gabriel, diretor de comunicação do Benfica.

 

O clube da Luz, que não pagou o último salário ao agora treinador do Sporting e decidiu colocá-lo em tribunal por "violação do contrato".

 

"Seria estranho o Benfica pagar um mês em que um seu funcionário não apenas não trabalhou, mas, pior, trabalhou para outra entidade. Mas não é apenas isto que está em causa, a verdade é que, perante um contrato válido, houve uma das partes que o denunciou de fora unilateral e sem justa causa, portanto o Benfica vai agir na defesa dos seus interesses pela via que dispõe, que é a via judicial", acrescentou João Gabriel.

O diretor de comunicação do Benfica apelida ainda Jorge Jesus de "chico-espertismo", mas não só:

"Mas não é por ter ganho três títulos de campeão nacional e por poder continuar a ganhar fora daqui, não é por isso que deixa de ser um deslumbrado que acha que o mundo gira todo à volta dele, que entende que é melhor que Mourinho, mas nunca conseguiu nada de relevante na Champions, que vê os seus jogadores e adjuntos como peças descartáveis, que acha que todos têm a aprender com ele, mas ele não tem nada a aprender de ninguém..."

 

Em: "O Jogo"

publicado por Pedro Miguel Branco às 14:38
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO